dezembro
2009
20

Tecnologias Rudimentares

Na década de 1980 fiz pesquisas sobre fornos tradicionais para alimentos na região mineira de Ouro Preto e Mariana. No início da década de 1990 construí um forno profissional à lenha no distrito de Penêdo, em Resende-RJ, quando fundei a Padaria Artesanal Germinal, cujos produtos eram distribuídos no Rio de Janeiro. Alguns anos depois dei cursos sobre construção de fornos artesanais para alimentos e cerâmica em todo o país, salientando o Sesc-Pompéia em São Paulo e a Fundação Curro Velho, em Belém do Pará.

Já no século XXI (pomposo isso, não?), trabalhando com internet, resolvi colocar tudo o que conhecia sobre o assunto dos fornos, o material dos cursos, à disposição de quem estivesse interessado. Daí nasceu a seção do Sertão do Peri chamada Tecnologias Rudimentares, onde existe conteúdo ensinando a construir passo a passo um forno tipo “caipira” para alimentos, entre outros – www.sertaodoperi.com.br/tecnologiasrudimentares .

A você, que visita agora o Tecnologias Rudimentares, gostaríamos de agradecer contando um pouquinho de como o site começou e convidando a conhecer também o site que hospeda o RudiTec nesses anos todos, o Sertão do Peri, que está todo remodelado e possui conteúdo que talvez lhe interesse também. Para conhecê-lo basta navegar usando o menu ao lado.

Obrigado!


2 respostas para “Tecnologias Rudimentares”

  1. EDUARDO VIEIRA DOS SANTOS disse:

    Em TECNOLOGIAS RUDIMENTARES vi a matéria sobre o forno para cerâmica mas não há detalhes sobre a construção. Não existe
    alguma publicação sua que mostre a construção detalhada do
    forno?

  2. João G. Rolim disse:

    Eduardo

    Acesse http://www.sertaodoperi.com.br/tecnologiasrudimentares/ , clique em “Como construir um forno para cerâmica estilo Icoaraci” e nesta página em “Construção de um forno tipo Icoaraci passo a passo” nos títulos ao lado da fotografia. Nessas páginas onde há uma seqüência de fotos e textos mostrando o passo a passo da construção do forno, a navegação se faz por um menu no rodapé da página. São duas páginas. O forno é muito simples, de um tipo que se usa para fazer cerâmica do tipo marajoara, no Pará. Pode ser usado como base para fornos mais complexos.

    Abraço,

Deixe seu comentário

*