São Luiz, a ilha dos franceses, dos saveiros, das falésias, das grandes marés, do reagge, das morenas de olhos verdes. A capital maranhense guarda um casario autêntico do século XII, em grande parte recuperado nos anos de presidência de um ilustre filho da cidade. Do outro lado da baía está o que foi e o que é Alcântara. Muito portuguesa até no nome, a cidade arruinada tem uma beleza de outro mundo, que se adivinha nos esqueletos dos sobrados e casarões.
   O casario e o mar, em São Luiz
As ruas têm nomes poéticos   
VEREDAS  |  PAG. 02  |  PAG. 03
www.sertaodoperi.com.br