Hallaj

Eu não parei de nadar nos mares do Amor,
subindo com as ondas, descendo depois,
tão logo as ondas me sustentavam, tão logo elas me afundavam.

Por fim o Amor me levou até onde em alto mar já não havia movimentos
ondulantes. Então gritei :
" Oh! Tú, de quem não saberia proferir o Nome nem contrariar jamais Sua Reserva, faz com que minha alma evite que Te tornes um juiz injusto pois não era isso que pertencia a nosso pacto! "

web design