PERTINÊNCIA

Pergunta: Um dos espetáculos mais impressionantes que já vi, foi aquele de uma multidão que se aglomerava em volta de uma sepultura de um santo com tanta emoção que eu fui tomado como que por uma força material. Ora, vós dizeis que os sufis desaprovam esse gênero de manifestação. Como podeis negar a importância de um fenômeno desta ordem?
 
Resposta: Talvez você não conheça esta história de Mullá Nasrudin que pode ser considerada como uma analogia de vossa experiência e vossa pergunta.
Nasrudin levava um amigo no carro. Ele dirigia em alta velocidade. De repente, ao ver um indicador de estrada, o amigo gritou:
— Nasrudin, nós estamos indo na direção errada!...
— Por que você não pensa nunca em coisas agradáveis? Ó..., por exemplo, olhe só a que velocidade estamos andando!