Sabedoria Sufi em Pílulas
 
"Não olhem para mim! Melhor, tomem o que há em minhas mãos."

"A ciência se aprende com palavras, a arte pela prática, o desapêgo com o companheirismo."
Mevlana Rumi

Quando um dervixe saúda a outro, ele não diz "Como estas?"
O derviche faz uma leve reverência e logo diz: "que maravilhoso ver a Deus manifesto em teus olhos!"
Logo, o segundo dervixe poderia responder: "Ah! Se não fora pelo Amor em teu coração, não seria possível a você ver a Deus em meus olhos."
Ah! Poderia dizer de novo o primeiro dervixe "porém se não fora pelo Amor Divino, mostrado através de ti, não seria possível para ti dizer o que disseste, que o Amor estava mostrando-se no meu coração."

Ah! poderia dizer o segundo dervixe "se não fora pela Presença Divina não poderíamos ser conscientes um do outro."
Eles logo se abraçariam e seguiriam seus caminhos.
A Presença Divina está sempre, em todo o lugar, ao mesmo tempo.
Assim tem sido sempre e assim sempre será.
Nada se perde no Absoluto, está sempre ali.
Quando somos conscientes, estamos apaixonados.


Trecho de "Passos Até a Liberdade", de Reshad Feild.

Um dia um asceta visitou um amigo, um velho dervixe.
O velho dervixe estava com outros três visitantes.
Este preparou para seus convidados uma comida muito simples,
porém o asceta comeu somente uma ervilha.
Depois da comida, o velho dervixe tomou a seu lado o amigo
asceta e lhe disse: "bem, se queres ser um asceta, está bem, mas
por favor, o faça em sua casa, porém aqui não tires o apetite dos meus
outros convidados".
Na próxima oportunidade, o asceta compartilhou a comida com os demais.

Perguntaram a um dos anciãos de Damasco:
- "Qual a verdadeira natureza do sufismo?"
Ele respondeu:
- "Antigamente, os sufis eram um grupo de homens universais, preocupados exteriormente com as coisas perecíveis, mas satisfeitos em seu interior. Agora, estão exteriormente satisfeitos e interiormente preocupados".

"Não procures companhia em cinco tipos de homens, isto é:
Um homem falso que te engana como um ilusionista
Um tonto que não pode te trazer benefício (ainda que tentasse faze-lo te
faria mal com sua estupidez).
Um miserável que quando mais necessitas de ajuda, se afasta de ti
Um covarde que te deixará quando estejas em perigo
Um malvado pecador que te venderá por um pedaço de pão."
Al Sadiq ( O veraz) - do livro Ensenanzas Sufis ( Al Ghazali)


web design